Guardando a conquista

quinta-feira, janeiro 7th, 2016

Texto Bíblico: Apocalipse 3: 11
“Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa”.

A cidade de Filadélfia estava situada no interior, ao sudoeste de Sardes, e nunca tinha alcançado a eminência da maioria das outras sedes das sete igrejas. Segundo Barclay (1983), a cidade foi fundada por colonos provenientes de Pérgamo sob o reinado de Átalo II (entre os anos 159 e 138 a.C). O nome, Philadelphos, significa “aquele que ama a seu irmão” (em grego).

No ano 17 d.C. a cidade foi destruída por um terremoto e, por consequência do pavor instalado nos moradores, houve uma verdadeira debandada das pessoas para residirem fora dos limites da cidade. No texto bíblico em questão, já chegando ao final da carta, alguns elementos importantes são trazidos para a igreja de Filadélfia, que nos valem para uma boa reflexão. Vamos a eles!

1. Guarda o que tens. O quê? (Ap 3: 11b).
E o que significa “guardar”, nesse contexto? Nada mais do que “praticar com zelo”. Vale notar que a principal característica dos irmãos de Filadélfia era justamente guardar (obedecer e não negar) a Palavra de Deus (Vs. 8 – 10), mesmo com todas as dificuldades e limitações.

E que tantas dificuldades eram essas? É que as autoridades pagãs, à época, com frequência perseguia os cristãos, ordenando-os a blasfemar o nome de Cristo sob pena de morte; mesmo sabendo que iriam morrer, esses cristãos não negavam sua fé em Cristo. A mensagem de Deus, portanto, foi um verdadeiro endosso que credenciava os irmãos de Filadélfia na firme manutenção do propósito de servir a Deus.

Sendo assim, o reconhecimento do senhorio de Cristo é o tesouro que temos guardado, mesmo sendo em vaso de barro (2Co 4:7). Esse reconhecimento está fundamentado nas Escrituras Sagradas, que também deve ser praticada com zelo e dedicação.

2. Ninguém tome a tua coroa (Ap 3: 11c).
O texto não está se referindo a coroa de realeza (Diadema no grego), mas sim da guirlanda (Stephanos), dada como uma recompensa no final, após “cruzar a linha de chegada”. A ideia aqui é de reconhecimento por aquilo que já havia sido conquistado no caminho. Ou seja, Deus não vai dar a ninguém uma “coroa de rei”, mas sim uma recompensa por ter se mantido fiel a Ele enquanto esteve aqui na terra.

Agora, venhamos e convenhamos, existe maior reconhecimento (coroa) do que esse: “Vinde benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mt 25: 34)? Claro que a nossa resposta é não.

Pois bem, a ressurreição de Cristo nos garantiu a vitória sobre a morte, nos dando o direito à vida eterna. Nenhuma condenação há para os que estão em Cristo! O alerta de Deus era para que ninguém tirasse essa certeza daqueles cristãos.

O que nos impressiona é que ainda há muitos cristãos que ainda hoje estão “lutando para conquistar sua salvação” porque esta é “tomada à força”. Coitados! Já roubaram a coroa desses há tempos… Quiçá tiveram algum dia.

3. O combustível que nos move (Ap 3: 11a)

Essa palavra é utilizada no início do versículo, mas fizemos questão deixa-la para o final, justamente porque ela é o combustível que move toda a abnegação do Cristão aqui na terra: “Eis que venho sem demora”.

Imaginemos a situação dos irmãos de Filadélfia: Sofrendo com as perseguições, tendo inimigos dentro da própria igreja e, mesmo assim, guardando com zelo a Palavra de Deus.  Agora imaginemos Deus falando pra eles “Eis que venho sem demora!”, em meio a todo o contexto em que viviam. Era a “injeção” de ânimo que eles precisavam para persistir, tendo a certeza de que estavam olhando para o Alvo certo.

Pois é, irmãos, vale a pena abrir mão do mundo, sofrer a perseguição que tivermos que sofrer, ser até ridicularizado por muitos por não abrir mãos dos princípios e verdades “tão arcaicos, de um livro que foi escrito por homens a mais de 1500 anos”. No fim, a vitória será nossa!

#GuardemosAPalavraDeCristo!

Por Linaldo Lima
Site Oficial: linaldolima.com
E-mail: linaldolima@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/linaldolimaoficial2

Twitter: https://www.twitter.com/linaldolima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *