A Importância da Ressurreição

domingo, Março 27th, 2016

Texto Bíblico: 1 Coríntios 15: 12-19; 58.

INTRODUÇÃO
A essa hora do dia (7:32h do domingo de páscoa (27/03/2016)), por volta do ano 30 d.C., as ruas de Jerusalém já estavam infestada com a notícia da ressurreição de Jesus. Para os discípulos, era o cumprimento do que Ele já falava em vida. Para confundir, o Sinédrio pagou os guardas que estavam no túmulo para contar a história de que os discípulos “roubaram” o corpo enquanto eles dormiam, para espalhar por aí que e Cristo tinha ressuscitado. Para Roma, era mais uma turbulência provocada pelos judeus e sua religião.

A verdade é que, desde a ascensão do Messias aos céus vários grupos tem se levantado, ao longo da história da igreja, para invalidar a doutrina da ressurreição eterna de Cristo, com vários argumentos e pseudo comprovações, com o fim de anular a essência do cristianismo. No texto bíblico em questão, Paulo faz mais uma defesa contra mais um grupo de hereges que se levantou na igreja de Corinto pregando contra a ressurreição.

A defesa de Paulo deixou clara que sem a ressurreição, não há cristianismo. Por quê? Vejamos:

1. Sem a ressurreição, não há regeneração.
Em sua ressurreição, Jesus obteve para nós uma vida semelhante a dEle. Claro que não a recebemos por completo, porque nosso corpo ainda é o mesmo, sujeito a fraqueza, doença e morte. Mas o fato é que, através da ressurreição, Cristo conquistou para nós um novo tipo de vida que recebemos quando “nascemos de novo” (Ef 2.5-6; cf. Cl 3.1).

2. Sem a ressurreição, não há justificação.
Entendamos justificação como “recebimento da declaração de que não somos mais culpados, mas retos diante de Deus” (Rm 4.25). Quando Jesus ressuscitou dentre os mortos, essa foi a declaração de aprovação, da parte de Deus, da obra redentora de Cristo (Fp 2.8-9). Não há mais nenhuma pena a ser paga pelo pecado, nenhuma ira de Deus, nenhuma culpa ou motivo de punição – Tudo foi completamente pago (complemento no áudio).

Portanto, somente a ressurreição pode nos declarar como “INOCENTES”.

3. Sem a ressurreição, não há corpo glorificado.
O Novo Testamento associa a ressurreição de Jesus com a nossa ressurreição corpórea final (1Co 6.14; 2Co 4.14). Ao se referir a Cristo como as “primícias”, Paulo utiliza uma metáfora da agricultura para indicar que seremos como Cristo.

Somente pela ressurreição poderemos ter o nosso corpo transformado, no final, recebendo um corpo incorruptível para a vida eterna.

APLICAÇÕES PRÁTICAS (1Co 15.58).

  1. Porque Cristo ressuscitou, e nós também ressuscitamos com ele, bem como seremos ressuscitados dos mortos no final, devemos continuar firmes na obra do Senhor. Essa firmeza se dá pela confiança que temos de que somos salvos;
  2. A ressurreição resulta numa recompensa celestial futura, que deve ser o nosso alvo.
    • Devemos enxergar que a ressurreição é um período em que todas as dificuldades da vida serão recompensadas (1Co 15.17-19; cf. Cl 3.1-4). E isso pode começar a ser vivido agora.
  3. A ressurreição nos obriga a deixar de nos submeter ao pecado em nossa vida (Rm 6.11-13).
    • O fato de que temos este novo poder da ressurreição sobre o domínio do pecado em nossa vida, é usado por Paulo para exortar-nos a não pecar.

CONCLUSÃO
JESUS CRISTO RESSUSCITOU!!! E, por isso:

  • Fomos regenerados;
  • Somos justificados;
  • Temos uma nova vida em Cristo;
  • Teremos um corpo glorioso para viver toda a eternidade;
  • Devemos nos manter firmes na obra do Senhor;
  • Temos como alvo a recompensa futura e eterna;
  • Somos salvos.

E uma vez salvo, salvo para sempre!

#CristoRessuscitou

Por Linaldo Lima
Site Oficial: linaldolima.com
E-mail: linaldolima@gmail.com
Baixe o nosso Aplicativo para Android: Clique Aqui!
Facebook: https://www.facebook.com/linaldolimaoficial2
Twitter: https://www.twitter.com/linaldolima

O Dilema dos Jardins ministrado na IBMJP

segunda-feira, dezembro 7th, 2015

o-dilema-dos-jardins.jpgClique e ouça a ministração do sermão “O dilema dos jardins” no culto de aniversário do Grupo Vox, na IBMJP (Igreja Batista Missionária em Jardim Primavera, Camaragibe-PE), no último domingo (06/12/2015).

Para visualizar a versão em texto do sermão, segue o link do post original: O DILEMA DOS JARDINS

Por Linaldo Lima
Blog Oficial:http://www.linaldolima.com
Facebook: http://www.facebook.com/BlogDeLinaldo
E-mails: contato@linaldolima.com / linaldolima@gmail.com
Skype: linaldolima
Twitter: @linaldolima

Ministração na IBMJP – 05 Coisas Impossíveis para Deus

segunda-feira, agosto 24th, 2015

Texto Bíblico: Jeremias 32: 27

coisas-impossveis-para-deus_thumb.jpgÁudio da ministração do sermão “05 Coisas Impossíveis para Deus” realizada no último domingo (23/08) na IBMJP – Igreja Batista Missionária em Jardim Primavera (Camaragibe-PE). Agredecemos mais uma vez ao pastor Eguinaldo Florêncio pelo convite e confiança. Também aproveitamos para agradecer toda a receptividade e mensagens abençoadoras dos irmãos desta igreja.

#EmCristoSomosUm.

Por Linaldo Lima
Blog Oficial: http://www.linaldolima.com
Facebook: http://www.facebook.com/BlogDeLinaldo
E-mails:
contato@linaldolima.com / linaldolima@gmail.com
Skype: linaldolima
Twitter: @linaldolima

05 Coisas Impossíveis para Deus

sábado, julho 25th, 2015

Texto Bíblico: Jeremias 32: 27.

coisas-impossíveis -para-deusO início do capítulo 37 apresenta um contexto no mínimo improvável. Estamos no ano 588 a.C, Jerusalém está cercada pelos babilônios e a 7 meses de sua destruição (a cidade caiu no ano 587 a.C). Nesse momento, Deus manda Jeremias comprar um campo em Anatote, sua terra natal, que lhe seria oferecida pelo seu primo Hanameel. Detalhe: Anatote já estava em poder dos babilônios e Jeremias estava preso no pátio da guarda real de Judá (Jr 32: 1 – 7). Toda essa transação parecia uma insensatez. Se as profecias de Jeremias eram entristecedoras, contudo haveria, não muito distante, um dia melhor, que já estava por trás do horizonte. A negociação de compra era o compromisso, feito por Jeremias, de que haveria um dia melhor, não muito distante.

No final do capítulo, Deus começa a revelar Seus planos futuros para Israel após os 70 anos de cativeiro na Babilônia, que culminaria com materialização, que culminaria com a volta do povo para a reconstrução da cidade, com Esdras e Neemias, bem como com a instauração da era do Reino e um só caminho espiritual para o povo de Deus.

No meio disso tudo, entre a incerteza do momento e a esperança num futuro melhor, ainda que distante, Deus faz uma pergunta ao profeta, que se torna o mote de nossa reflexão. “Haveria alguma impossível para Deus? ” (Jr 32.27). Pois bem, todos nós temos aprendido e ensinado que “nada é impossível para Deus” (Lc 1.37). Essa é a verdade cristalina, uma vez que é completamente amparada pelas Escrituras.

Entretanto, se fizermos uma análise inversa, tirando o foco das impossibilidades externas e colocando-o na essência da natureza e caráter de Deus, chegaremos à seguinte conclusão: Há coisas que são impossíveis para Deus! Enumeramos pelo menos Cinco Coisas impossíveis ao Todo-Poderoso.

Pedimos, carinhosamente, que não nos chamem de hereges sem antes ler/ouvir todas as coisas, tá! Feito o pedido, então vamos trabalhar.

É IMPOSSÍVEL QUE DEUS…

1. … Minta.
A mentira vai totalmente de encontro a essência de Deus, que é totalmente verdadeiro e fiel a tudo o que diz e faz. Vejamos alguns textos bíblicos que comprovam essa afirmativa:

a) “Ora, Eu, Yahweh, falo a verdade; Eu proclamo o que é correto” (Is 45. 19);

b) “Santifica-os pela tua verdade; a tua Palavra é a verdade” (Jo 17.17);

c) “…para que nós, que nos refugiamos no acesso à esperança proposta, sejamos grandemente encorajados por meio de duas afirmações imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta(Hb 6.18);

d) “…fé e conhecimento que se fundamentam na esperança da vida eterna, a qual o Deus que não mente prometeu antes da criação do mundo” (Tt 1.2);

e) “Deus não é o homem, para que minta” (Nm 23.19).

Portanto, é impossível que Deus minta!

2. …Não cumpra com a Sua Palavra.
Além de cumprir com a Sua Palavra, Deus também a inspeciona diariamente, não a contradiz e não a lança sem propósito.

“Como a chuva e a neve descem dos céus e não retornam para eles sem regarem a terra e fazerem-na brotar e florescer, a fim de que ela produza sementes para o semeador e pão para os que dele se alimentam, assim também acontece com a Palavra que sai da minha boca: Ela não voltará para mim vazia, mas realizará toda a obra que desejo e atingirá o propósito para o qual a enviei” (Is 55.10,11).

“E a Palavra de Yahweh veio a mim indagando: “O que estás vendo, Jeremias?” Ao que respondi: “Vejo um ramo de amendoeira (shaked)”. Então Yahweh replicou-me: “Viste bem, porque Eu estou vigiando (shoked), a fim de que minha Palavra se cumpra!” (Jr 1.12).

Portanto, é impossível Deus falar e não cumprir.

3. …Seja agradado sem fé.
Em poucas palavras, fé é depositar confiança total e absoluta nas providências de Deus. Ela é o alicerce principal da relação entre Deus e os homens. Portanto, “sem fé é impossível agradar a Deus; portanto, para qualquer pessoa que dele se aproxima é indispensável crer que Ele é real e que recompensa todos quantos se consagram a Ele” (Hb 11.6).

Já dizia o apóstolo Tiago: “Se algum de vós tem falta de sabedoria, roga a Deus, que a todos concede liberalmente, com grande alegria. Todavia, peça-a com fé, sem qualquer sombra de dúvida, pois quem crê com reservas é semelhante à onda do mar, agitada e levada pelos ventos. Não imagine tal pessoa que assim receberá coisa alguma do Senhor” (Tg 1.5-7).

Portanto, é impossível que Deus seja agradado sem fé!

4. …Mudar.
Principalmente por ser eterno, Deus não está sujeito às variações e circunstâncias do tempo (Hb 1:12). Portanto, Ele não muda! Também por ser perfeito em sua natureza, Deus não pode mudar. Tudo o que está em constante processo de mudança, mas Deus permanece o mesmo.

“Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há oscilação como se vê nas nuvens inconstantes” (Tg 1.17).

“Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e eternamente!” (Hb 13.8)

5. …Rejeitar alguém arrependido.
Reparemos na palavra “arrependido”, pois ela faz toda a diferença no aceite de Deus para se relacionar com os homens. Toda e qualquer pessoa arrependida é recebida com alegria pelo Deus Todo-Poderoso.

“…um coração quebrantado e arrependido jamais será desprezado por Deus!” (Sl 51.17).

“Todo aquele que o Pai me der, esse virá a mim; e o que vem a mim, de maneira alguma o excluirei” (Jo 6:37).

Para finalizar, as cinco impossibilidades para Deus são aplicáveis ao texto de Jeremias 32. Mesmo que, por merecimento, os Judeus estivessem prestes a serem levados em cativeiro para a Babilônia, seu remanescente voltaria à sua terra (70 anos depois), para cumprir os propósitos de Deus bem como ver com seus próprios olhos a redenção de Israel (Jesus). Tudo isso por que Deus não mente, não muda, cumpre Sua palavra e não rejeita o arrependido.

Que Deus continue te abençoando.

Por Linaldo Lima
Blog Oficial: http://www.linaldolima.com
Facebook: http://www.facebook.com/BlogDeLinaldo
E-mails:
contato@linaldolima.com / linaldolima@gmail.com
Skype: linaldolima
Twitter: @linaldolima

BIBLIOGRAFIAS

  1. 1. STERN, David H. Bíblia Judaica Completa, São Paulo-SP: Vida, 2010;
  2. 2. JAMES, Kim. Bíblia de Estudo Atualizada. Versão KJA. 2001-2011 v1. 2 – Disponível no aplicativo Bible Analyser 4;
  3. CHAMPLIN, Russell Norman. O Antigo Testamento interpretado: versículo por versículo: Isafas, Jeremias, Lamentações, Ezequiel, Daniel, Oséias, Joel, Amos, Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu, Zacarias, Malaquias, volume 5, São Paulo-SP: Hagnos, 2001.