A Base Sólida de uma Liderança Eficaz

quarta-feira, março 13th, 2013

Texto-Base: Juízes 13: 24 – 16: 31.

Uma liderança eficaz é conquistada pela confiança! Essa conquista é mantida pelos caminhos da retidão, da honradez e da moralidade, que formam o caráter de líderes que conservam o equilíbrio entre as emoções e as intenções, que se mostram fiel a compromissos e princípios da ética e da espiritualidade. Essa afirmativa nos dá a seguinte certeza: líderes que faltam com a integridade não possuem credibilidade, junto aos seus liderados.

A Bíblia Sagrada registra os melhores exemplos de liderança espiritual que possamos considerar e extrair lições maravilhosas. Entretanto, no mesmo Livro, são mencionados desvios e mazelas daqueles que não valorizaram seu compromisso diante da liderança que lhe foi proposta. Um desses exemplos negativos foi Sansão, cuja história está no texto em questão, bem como resumida no vídeo abaixo.

O Sansão não faltava dons e habilidades para ser um líder bem sucedido, no entanto, ele demonstrou falta de sabedoria e moderação. Sobre esse assunto, já dizia John Maxwell: “E, já que ninguém pôde confiar nele; ninguém seguiu a liderança dele”.

1. “A Base Sólida” na vida de Sansão.
Mesmo tendo sido escolhido desde o ventre de sua mãe e vocacionado para liderar o povo de Deus, esse jovem se desviou de seus propósitos logo cedo, apresentando alguns desvios de condutas, tais como:

(1) Indisciplina Consciente. A principal fraqueza de Sansão era sua impureza sexual e, mesmo sabendo de suas responsabilidades, ele deixou de tratar dos impulsos carnais que perturbavam sua alma. Deitou-se com prostitutas, se comprometeu com uma pagã e, por fim, se perdeu nos braços de uma amante (Dalila). “Toda vez que um líder deixa de tratar suas fraquezas de caráter, elas se agravam ainda mais” (Maxwell).

(2) Manipulação Deliberada. Sansão gostava de fazer uso de mentiras camufladas, a fim de confundir o seu próximo. Ele procurava ludibriar as pessoas como forma de se proteger. Em suma, ele brincava com o uso de mentiras e faltava com a verdade.

(3) Impulsividade Descontrolada. Aquele que não controla seu ímpeto, que age sempre por impulso, que fala sem pensar, põe em risco a si mesmo e perturba a paz alheia. Sansão era assim. Seu descontrole o induziu as escolhas erradas, confusões desnecessárias e batalhas sanguinárias, movido simplesmente por um impulso momentâneo.

(4) Fraqueza Ignorada. Alguns líderes são derrotados simplesmente porque ignoram suas fraquezas. Além de ignorar, pouco faz para refreá-las. Sansão tratou com indiferença as fraquezas que tinha. Dessa maneira, foi enganado quando escolheu enganar, foi seduzido quando resolveu seduzir, e foi manipulado quando resolveu manipular. Com isso, aprendemos a seguinte lição: Todo líder que ignora sua fraqueza será consumido por ela.

(5) Improbidade Espiritual. Quem administra mal os dons e as oportunidades que lhes são confiados acabam perdendo bem mais do que receberam (Mt 25: 14 – 30). Sansão fez uso indevido de seu dom, como se fosse mérito dele mesmo. O que deveria ser benefício para muitos, foi usado para autopromoção e por motivos egoístas.

“Nenhum líder pode quebrar a confiança do seu povo e esperar que continue exercendo influência. Somente a confiança torna a liderança possível” (Maxwell). Sansão nos ensina que a falta de integridade compromete a carreira de um líder, mesmo que ele tenha um enorme potencial.

2. Integridade: A Verdadeira Base Sólida de uma Liderança Eficaz.
A tendência de muitas igrejas é valorizar mais as habilidades, as técnicas e o marketing de seus obreiros, do que o caráter, a vida devocional e o conhecimento bíblico. Entretanto, Deus não pensa assim… E glórias a Ele por isso! Ele valoriza o interior bem mais que a aparência; a motivação mais do que a ação; a integridade mais do que a produtividade. A Bíblia deixa bem claro, em 1Tm 3: 1 – 7, as características que Deus espera ver naqueles que pleiteiam a liderança cristã, as quais resumimos logo abaixo:

a) Em sua vida pessoal, o líder deve ser correto, autêntico e irrepreensível. Não deve ser arrogante, nem de “pavio curto”, nem violento ou impetuoso, nem soberbo ou vaidoso, que tenha domínio próprio e se empenhe em desenvolver uma vida de santificação;

b) É importante que o líder tenha um bom casamento, seja fiel, dedicado à sua esposa, que saiba educar os filhos no caminho do Senhor, sempre com amor, disciplina e respeito. A família do líder é o protótipo de seu rebanho. Se ele fracassa no lar, dificilmente terá vitória na igreja.

c) É essencial que o líder cristão seja visto sob o prisma da integridade aos olhos da sociedade. Que seja pacífico e pacificador, e tenha domínio próprio.

d) Precisa ser alguém que saiba administrar bem os recursos que o Senhor lhe confiou, sejam eles pessoais ou coletivos, nunca se deixando guiar pelo apego ao dinheiro (1Tm 6: 10).

e) Deve ser conhecido por ser uma pessoa que ama o bem e a justiça, e que se mantém fiel à sã doutrina e aos compromissos eclesiásticos, guardando firme a palavra da verdade, e disposto a exortar com habilidade e fortalecer o coração daqueles que se aproximam de Deus.

f) E, finalmente, o líder é alguém que tem humildade e firmeza o suficiente para não esconder seu pecado, nem minimizar a gravidade de suas ações; tem coragem para confessar seus pecados (Sl 51: 4); e disposição para continuar crescendo na vida cristã, submisso à vontade de Deus e disposto a servir.

Após todas as características mencionadas acima, surge-nos a seguinte questão: Será que é fácil ser íntegro em todas as áreas mencionadas nesse tópico? A resposta é taxativa: Claro que não! Entretanto, somos conscientes de que as coisas mais duradouras e felizes da vida são conquistadas com muitas dificuldades. Além disso, servir a Cristo significa “negar-se a si mesmo…” e “…tomar sua cruz a cada dia”.

Quem deseja ser bem-sucedido na liderança precisa lembrar-se constantemente de que a autocomplacência e a indisciplina levam à degradação e à própria destruição.

Vigiemos!

Por Linaldo Lima
Blog Oficial: http://www.linaldolima.com
Facebook: http://www.facebook.com/BlogDeLinaldo
E-mails:
contato@linaldolima.com / linaldolima@gmail.com
Skype: linaldolima
Twitter: @linaldolima

BIBLIOGRAFIAS:

  1. BARNETT, Pr. John D. Princípios Bíblicos de Liderança (Série Serviço Cristão) – A Lei da Navegação. 1ª Ed. São Paulo, Cristã Evangélica, 2011.
  2. MAXWELL, John C. As 21 irrefutáveis leis da liderança: uma receita comprovada para desenvolver o líder que existe em você. 2ª Ed. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2007.
  3. BÍBLIA de Estudo Aplicação Pessoal. Versão Almeida, Revista e Corrigida, 1995.
  4. BÍBLIA Devocional de Estudo. Versão Almeida, Revista e Corrigida com referências, 1997.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *