Namoro? Só se for a Três…

terça-feira, julho 30th, 2013

Texto-Base: 1 Coríntios 10: 31.

…Oxente, e isso pode?! Não só pode como deve e, uma vez cultivado esse tipo de namoro, o relacionamento só tem a prosperar. Mas, explicaremos melhor a seguir.

namoro-a-tresO capítulo 10 de 1 Coríntios é marcado pelos ensinos do apóstolo Paulo sobre a liberdade cristã alcançada em Cristo, mas também que essa liberdade é condicionada a alguns fatores, tais como: (1) não podemos deixar que os padrões do mundo tenham domínio sobre nós; e que (2) nossa liberdade não se aplica necessariamente a fazer tudo, mas sim termos a capacidade de dizer não aquilo que não queremos fazer. No versículo 31, o apóstolo demonstra a amplitude da participação de Deus em nossas vidas, ações e escolhas. Em resumo, tudo o que fizermos deve ser feito para a Glória de Deus. Aqui incluímos também o namoro cristão.

Pois bem, no dia-a-dia somos tendenciados a catalogar algumas coisas como espirituais e cotidianas. Por exemplo, muitos cristãos acham que lecionar na EBD e ministrar uma pregação no culto de domingo à noite são atividades espirituais, mas não consideram que conversar com o (a) namorado (a), ou comer pizza juntos seja atividade espiritual. Essa é uma das idéias extintas por Paulo no texto em questão. O foco do apóstolo é deixar claro que Deus quer participar de todas as atividades de nossa vida.

Orar e ler a Bíblia também pode ser uma atividade cultivada no namoro. Vocês podem até pensar: “Nossa, que caretice!”. Mas os momentos de oração, de compartilhamento da ação de Deus na vida do casal, e a leitura da Bíblia juntos, serão usados para fortalece-los nas horas de tentações que ambos terão, especialmente no controle dos impulsos sexuais e no relacionamento físico no namoro. Também não estou querendo dizer que será tudo perfeito. Muito pelo contrário, as dificuldades e tentações até aumentarão, mas a diferença é que vocês terão Jesus como a pessoa mais importante do vosso namoro, e a Palavra de Deus como principal guia para decisões e atitudes.

Se não cultivarmos o hábito de orar e ler a Bíblia juntos no período de namoro e noivado, se não há espaço para conversas francas e abertas sobre dificuldades, tudo isso será levado para o casamento. Na verdade, o casamento já será a construção da “casa” sobre o “alicerce” já construído no namoro e noivado.

Pois bem, então o que seria um namoro a três? Basicamente significa colocar Jesus no meio desse relacionamento, como a pessoa mais amada dessa relação. E isso se consegue quando o casal de namorados cultiva o hábito de orar e ler a Bíblia juntos.

Para finalizar, compartilhamos a seguir algumas sugestões dadas pelo pastor Jayme Kemp em seu livro “Antes de dizer SIM”, as quais consideramos importantes para cultivar um ambiente de namoro saudável e próspero:

1. Planejar atividades em grupos. Isso deve ser feito desde o início do relacionamento, e o objetivo principal é evitar longos períodos a sós, colocando-se em situações onde os impulsos seriam mais estimulados;

2. Estabelecer regras de condutas coerentes com os princípios bíblicos. Por exemplo, sejam francos quanto ao relacionamento físico. Às vezes, as carícias estão sendo excessivas e há defraudação;

3. Colocar a Bíblia como regra de fé e prática. Isto quer dizer que vocês irão estuda-la juntos e procurar aplicações práticas;

4. Desenvolver um espírito de louvor e oração. Serão momentos entregando uma certa atividade a Deus, ou depois de uma conversa sobre um problema, ou louvor por uma vitória;

5. Procurar ter uma comunicação aberta. Um dos maiores problemas no casamento é a falta de comunicação, ou a comunicação desrespeitosa (gritarias, brigas, etc). Devemos aprender logo no início a manter uma linha de comunicação aberta entre nós (o casal) e o Senhor. Devemos desenvolver também um espírito de perdão. Lembremo-nos sempre de que não existe relacionamento sem discussões. Todos eles têm que passar por provações. O detalhe é o que o verdadeiro amor se utilizará da tribulação para que o relacionamento se torne mais profundo e comunicativo;

6. Procurar ler bons livros. Sugerimos os seguintes: “Uma benção chamada sexo” de Robson Cavalcante; “Casei-me com você” e “Amor, um sentimento a ser aprendido”, de Walter Trobish. Esses livros podem ser lidos e discutidos, mas tendo o cuidado com as conversas íntimas sobre sexo, porque elas podem leva-los a se despertarem sexualmente.

Temos a plena certeza de que você deseja ter um casamento feliz, vivido dentro do padrão de Deus. Para que isso aconteça, devemos construir nossa casa na rocha, a saber, em Cristo e Sua Palavra. “Portanto, quer comais ou bebais ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para a glória de Deus” (1Co 10: 31). Decida basear seu namoro e noivado nos princípios de Deus.

#QueDeusTeAbençoeNessaEscolha!

Por Linaldo Lima
Blog Oficial: http://www.linaldolima.com
Facebook: http://www.facebook.com/BlogDeLinaldo
E-mails:
contato@linaldolima.com / linaldolima@gmail.com
Skype: linaldolima
Twitter: @linaldolima

BIBLIOGRAFIAS:

  1. KEMP, Jaime. Antes de dizer SIM. 11ª Reimpressão. São Paulo: Editora Mundo Cristão, 2001.
  2. BÍBLIA de Estudo Aplicação Pessoal. Versão Almeida, Revista e Corrigida, 1995.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *