O Último Vácuo da Humanidade sem Deus.

sábado, agosto 25th, 2012

Texto-Base: Mateus 7: 13
“Entrei pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela”.

Inferno
Se existe um assunto que eu sempre evitei estudar ao longo desses 15 anos de vida cristã, dos quais treze deles foram pregando e/ou ministrando palestras para o povo de Deus, foi sobre o fim da humanidade sem Deus. Entretanto, se continuasse com esse pensamento deixaria de cumprir minha missão como cristão, bem como meu compromisso com a verdade. Portanto, vamos lá.

Sobre o Inferno, já escreveu C. S. LEWIS: “Não há nenhuma doutrina que eu removeria de mais bom grado do cristianismo do que isto, se eu tivesse poder. Mas essa doutrina tem o pleno apoio das Escrituras, e sobretudo das palavras do nosso Senhor”.

Uma coisa é fato: não pode haver um paraíso sem um inferno, não somente porque o Evangelho fala de ambos, mas porque se não há um inferno todos os caminhos conduzem ao mesmo local. E se todos os caminhos conduzem ao mesmo local, não faz diferença o caminho que você toma, a bondade e a maldade cessam de existir. A presença de um Deus justo num tal mundo seria inconcebível! O inferno faz uma diferença infinita. A altura da montanha é medida pela profundidade do vale. É o inferno que faz o paraíso. A grandeza da salvação é vista em oposição ao horror da condenação. O céu e o inferno não podem ser separados.

 

Concordo que o assunto não é tão agradável à consciência humana, e isso é até compreensível, porque não fomos feitos para morar no inferno. Fomos criados para o Céu! Por outro lado não podemos ignorar a existência desse horrendo lugar.

A igreja cristã sempre ensinou essa doutrina, tanto na Idade Média quanto no período da Reforma, mas quando chegou o Sec. XVIII, alguns começaram a negar essa doutrina e aí, criou-se uma terrível revolta no Sec XIX, revolta essa que continua até hoje. Uns afirmavam que o Inferno não existe. Diziam que é incoerente com o conceito de um Deus amoroso e poderoso. Segundo esse pensamento, no fim, todos os homens serão salvos. Lá no segundo século, Orígenes, famoso teólogo nascido em Alexandria, já ensinava que no fim, não somente todos os seres humanos seriam salvos, inclusive o diabo e seus demônios. Por outro lado, tem os adeptos do pensamento de que “quem morre pecador, deixa de existir, sai da existência”. Os Testemunhas de Jeová e os Adventistas do Sétimo Dia ensinam que o castigo eterno, o inferno, é você morrer pecador e deixar de existir.

Nas Escrituras, três palavras são utilizadas para descrever o local do castigo eterno: seol, hades e geena.

1. Seol significa túmulo, sepultura. Esse foi o termo hebraico usado no AT (Jó 24.19; Sl 16.10, Is 28.10) para designar o lugar dos mortos, que acreditavam ficar abaixo da terra;

2. Hades, o reino dos mortos, é uma palavra grega usada para designar o inferno, o lugar abaixo de. O termo foi empregado no NT (Mt 16.18, Ap 1.18; 20. 13 14) com o mesmo sentido da palavra Seol;

3. Geena passou a designar o inferno porque era o vale dos filhos de Hinom, que ficava nas proximidades de Jerusalém, onde crianças eram sacrificadas no fogo ao deus Moloque durante o reino dividido (ver 2 Rs 23.10, 2 Cr 28.3), e foi por essa razão profanado pelo rei Josias a fim de terminar o costume (2 Rs 23: 20). O vale tornou-se uma metáfora para morte, corrupção e incêndio.

O tormento será o estado final e eterno dos ímpios após a ressurreição e o Juízo Final. Quando Jesus exorta contra a falta de fé, está procurando nos livrar da agonia deste castigo.

A questão principal nesta mensagem é: O que você precisa saber sobre o Inferno para buscar o Céu?!

1. POR QUE E PARA QUEM O INFERNO FOI CRIADO?

“Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos” (Mateus 25: 41).

Como diz o próprio texto acima, o inferno foi criado para abrigar o Diabo e seus anjos. Mas antes de responder o “para quem”, precisamos entender o “por que” o Inferno foi criado. Para responder esta pergunta, basta nós lembrarmos do pecado que Adão e Eva cometeram, o que trouxeram sérias consequências para a humanidade, e o Inferno é uma delas.

Quando Deus criou o homem foi para que este vivesse por toda a eternidade, mas o pecado da desobediência tanto de Adão quanto de Eva, por influência da serpente, fez com que a Coroa da Criação de Deus se tornasse manchada pelo pecado, e isso fez separação entre o Homem e Deus. Foi aí que Deus colocou em prática o Seu plano de salvação através de Seu Filho Jesus. Junto com o plano de salvação, Deus então tornou o Éden um novo paraíso para abrigar aqueles que aceitarem a Jesus Cristo.

E para os que não aceitarem o que receberão? Arderão no inferno eternamente, junto com o Diabo e seus anjos. Como diz em Romanos 3:23: “Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”.

Por conta do pecado de Adão e Eva, todos os que nasceram depois deles são, por natureza, pecadores inclinados à prática do mal. Segundo a Bíblia você, eu, todos somos pecadores! Nenhum de nós precisou “aprender” a pecar… Já faz parte do nosso instinto carnal. Então, o Inferno é o destino final merecido para todos nós miseráveis pecadores.

“Mas, quanto aos tímidos (covardes), e aos incrédulos, e aos abomináveis (que cometem pecados nojentos), e aos homicidas, e aos fornicadores (imorais), e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre, o que é a segunda morte”

(Apocalipse 21: 8).


2.
COMO AS PESSOAS VIVERÃO NO INFERNO?

“E aquele que não for achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo”. (Apocalipse 20: 15).

O Inferno também é chamado de segunda morte, que corresponde à morte espiritual do ser humano. Ou seja, após a morte física o corpo é sepultado, decomposto e volta a ser pó da terra… Mas o espírito ainda está vivo. E, como o espírito do homem é a verdadeira pessoa (onde estão os sentimentos, jeito de ser, personalidade), este continua vivo e consciente após a morte do corpo. É assim que as pessoas viverão no inferno: CONSCIENTEMENTE!

Em Lucas 16:24 lemos, na famosa parábola do Rico e Lázaro, que aquele estava em tormento no inferno e “… gritou: Pai Abraão, tenha pena de mim! Mande que Lázaro molhe o dedo na água e venha refrescar minha língua porque estou sofrendo muito neste fogo”. Nessa parábola, o homem rico se lembrou de várias coisas: do pai Abraão, de Lázaro, do refrigério que poderia ter tido, ele se lembrou da água, etc.

No inferno, a pessoa fica em absoluta perdição, sofrendo tormentos intermináveis… Lá, as pessoas viverão para sempre, sem nunca perder a consciência (a lembrança do que são, do que fizeram e do que deixaram de fazer).


3.
QUANDO AS PESSOAS IRÃO PARA O INFERNO?

“E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo…” (Hebreus 9: 27).

No texto de acima vemos que, após a morte, não há mais nenhuma ‘segunda chance’ para o homem ser salvo. Por isso, o mesmo autor da carta aos hebreus adverte em Hb 3: 15: “Hoje, se ouvirdes a Sua voz, não endureçais os vossos corações…”. Paulo também exortou os cristãos de Corinto sobre o dia da salvação, quando disse: “… eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação”. (2Co 6: 2)

Segundo os capítulos 20 e 21 do livro de Apocalipse, as pessoas que morreram sem Cristo somente irão para o Inferno após o juízo final, que acontecerá logo após o milênio de Cristo na terra. Até lá, os mortos sem Cristo estarão guardados num abismo negro e escuro, aguardando o dia do decreto final. Esse abismo também é interpretado como Inferno em alguns textos bíblicos, como tradução de Hades ou Geena.

Para sermos mais enfáticos, vejamos o que diz o texto de Apocalipse 20: 11 – 15:

“11 – E vi um grande trono branco e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu, e não se achou lugar para eles.
12 – E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante do trono, e abriram-se os livros, e abriu-se outro livro, que é o da vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras.
13 – E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte, e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras.
14 – E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo; esta é a segunda morte.
15 – E aquele que não for achado no escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo”.

Para ser mais categórico, se uma pessoa morrer na condição de pecadora, somente a certeza do inferno restará para ela.


4.
O QUE VOCÊ DEVE FAZER PARA IR PARA O INFERNO?

Geralmente estamos acostumados a elaborar “receitas” para que o homem não vá para o inferno, ou seja, para que ele seja salvo. Mas, é impressionante como vemos a raça humana cada vez mais se afundar no pecado e caminhar a passos largos para a morte eterna. Concordo que isso também é culpa da igreja que, em vez de cumprir o “Ide” de Jesus (Mc 16: 15), fica brigando por templos e olhando somente para seu ventre.

Neste tópico, procuramos elaborar uma receita básica para o homem ir para o inferno, visto que muitas das coisas que iremos citar já são praticadas normalmente por esses meros mortais, que vivem uma vida regada de pecado e coberta de luxúria. Então lá vai.

RECEITA BÁSICA PARA IR PARA O INFERNO:

1. Odeie o seu próximo, assim como o Diabo odeia a Igreja de Cristo. O amor é um sentimento para os fracos… E você é forte;

2. Pague sempre o mal com o mal, pois afinal o lema é: “olho por olho, dente por dente”;

3. Acredite sempre que você é “deus de si mesmo”, afinal de contas você é o dono do seu conhecimento;

4. Humilhai-vos uns aos outros, pois com certeza herdarás o Inferno como recompensa;

5. Não perdoe jamais aqueles que errarem contra você. O perdão também pertence aos fracos;

6. Seja mentiroso, perverso, homicida, fornicador, imoral, prostituto e adúltero;

7. Seja Legalista e busque sempre os defeitos dos outros, para encobrir os seus;

8. Ame o dinheiro acima de tudo, principalmente da sua família;

9. Quando falarem de Deus e Jesus pra você, encare sempre que estes são impostores e falsos profetas;

10. Por fim, “Não CREIA no Senhor Jesus e serás condenado, tu e a tua casa (Contraponto ao texto de Atos 16: 31)”.

Em última análise, o inferno não é algo que Deus tenha acrescentado ao destino dos incrédulos, mas sim a consequência natural das escolhas que eles têm feito. Só existem duas espécies de pessoas na vida: aquelas que dizem a Deus “faça-se a Tua vontade”, e aquelas a quem Deus diz, no final, “faça-se a tua vontade”. Todos os que irão para o inferno estarão ali porque escolheram afastar-se de Deus e de todas as suas virtudes. Os que vão para o inferno terão recebido exatamente o que desejavam, que foi colocar Deus fora de suas vidas.

 


Que Deus possa falar poderosamente ao seu coração com esta mensagem, em nome de Jesus.

PorLinaldo Lima
WebSite Oficial: http://www.linaldolima.com
Blog: http://linaldolima.blogspot.com

E-mails: contato@linaldolima.com / linaldolima@gmail.com
Facebook: http://www.facebook.com/linaldolimajunior
Skype: linaldolima
Twitter: @linaldolima

Fontes:

(1) Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal, (2) Artigo: Céu e Inferno (por Paul Eamhart, acessado em 14/03/2012 pelo link www.estudosdabiblia.net/d14.htm, e (3) Sermão “Tirando Dúvidas sobre o Inferno para Não Errar sobre o Céu” (Pr. Walter Pacheco da Silveira, acessado em 17/03/2012 pelo Link: http://www.sfnet.com.br/~walter.pacheco/walter299.htm).

One thought on “O Último Vácuo da Humanidade sem Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *