A Lei que Despertou um Poema de Amor

quarta-feira, maio 1st, 2013

Texto-Base: Salmo 119: 48
“Também levantarei as minhas mãos para os teus mandamentos que amo”.

salmo1191O Salmo 119 é um longo e apaixonado poema de amor à lei de Deus. Um poema especial, com uma redação rigidamente sistemática: a do acróstico, em que a primeira linha de cada verso começa com uma letra do alfabeto hebraico, e assim cada uma das 22 letras são utilizadas em todo o salmo.

A questão que nos prende a refletir é: Como é que alguém consegue se apaixonar por uma lei? A maioria das pessoas admite, com relutância, de que as normas são necessárias. Mas, geralmente, ninguém escreve poemas às leis. Pois bem, no Salmo 119 nós encontramos esse tipo de poema.

A palavra que traduzimos “lei” no texto bíblico, não significa meramente “regras”. Antes expressa a totalidade das instruções escritas dadas por Deus. O poeta vê a vida cheia de incertezas, inimigos e dor, mas encontra uma orientação confiável em Deus para superar todos esses algozes, e viver segundo essa orientação. É algo semelhante a uma calçada que alguém poderia encontrar, depois de ter andado na lama. Obedecer à lei não era, para o salmista, uma escravidão – era antes uma liberdade.

À beira da morte…
Engana-se quem pensa que o Salmo 119 foi escrito numa “torre de marfim”. Aparentemente, o salmista estava a ponto de morrer (vs. 87) e, enquanto escrevia, os ímpios o aguardavam para o destruir (vs. 95). Todavia, mesmo nessa perigosa situação, ele aprendeu a se apegar à sabedoria de Deus. A lição é tão sublime que o salmista até está agradecido por seus sofrimentos, quando declara: “Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus estatutos” (vs. 71).

O salmista não vê a lei de Deus como um código empoeirado e rígido. Nela, ele ouve a voz do Deus que o ama. As Escrituras comunicam o amor de Deus ao coração do poeta. Elas o protegem de fazer o mal, dão-lhe sabedoria para entender sua situação, fazem com que a nova vida flua na direção dele. É com razão que ele escreve com tanto sentimento de gratidão! “Os teus testemunhos tenho eu tomado por herança para sempre, pois são o gozo do meu coração” (vs. 111).

A principal lição que extraímos desse salmo é que, na Palavra de Deus encontramos mais do que direção. Encontramos o próprio Deus.

Deus te abençoe!

Por Linaldo Lima
Blog Oficial: http://www.linaldolima.com
Facebook: http://www.facebook.com/BlogDeLinaldo
E-mails:
contato@linaldolima.com / linaldolima@gmail.com
Skype: linaldolima
Twitter: @linaldolima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *